Contador de Visitas

Seguidores

quinta-feira, 20 de dezembro de 2012



FIM DO MUNDO?
É aqui mesmo, agora e todo dia, certo?
Ricardo Martins

Depois deste papo de previsões fatalistas para 2012, onde o fim do Mundo seria o protagonista, tudo se deu, se sucedeu e apareceu. Foram filmes, revistas, guias e outros artefatos que orientavam, ilustravam e informavam que o fim estava próximo e como deveríamos agir inclusive os espertinhos de plantão faturaram e alto, vendendo abrigos por todo o Planeta e terrenos na LUA, em Marte e arredores e os muito “ingênuos”, pra não dizer outra coisa, caíram no conto do fim do Mundo, quando na real isso ocorre todo dia e desde que nascemos.

Evidente que a Igreja, manipuladora há séculos, usou uma vez mais este tema pra disseminar no cerne do povo a questão, gerar a indagação e a dúvida e a mídia fez seu trabalho, ou seja, oportunizou a muitos faturar um bom $$$$ com a pretensiosa previsão. Alguns perderam com isso e muita gente, com certeza, ganhou e muito.

O que é de lamentar e chega mesmo a entristecer é que o “Fim do MUNDO” já ocorre no nosso dia a dia, e aqui em nosso país há tempos, pois o ser humano cada vez mais se torna egoísta, predador e individualista, buscando o prazer, o poder e o dinheiro a qualquer preço, mata por nada, de forma banal, difunde as drogas sem pudor nem dó de ninguém, e estimula o tráfico de pessoas e a prostituição, inclusive a infantil, sem a menor reserva, de forma escancarada. Infelizmente os poderes constituídos notadamente aqui no Brasil são coniventes e interessados diretamente nesta ordem invertida de coisas. Leis que protegem os bandidos beneficiam e privilegiam o criminoso, e não apenas isso, magistrados, legisladores e gestores completamente a margem do direito da pessoa de bem, fazendo “vista grossa”, fingindo agir, mas de concreto, pura dissimulação. Enfim, isso é grave, muito grave.

Certamente isto é um fato que caracteriza o fim do mundo, e mais ainda, considerando os últimos dias, no Brasil, nunca se arrecadou tanto imposto e nunca se sucateou, desmoronou, destruiu, desmontou e desmoralizou o serviço público como se faz e tem feito, nestas ultimas décadas. Municípios, estados pobres, e a federação multimilionária, “gastando a rodo”, mantendo um verdadeiro “paquiderme gigantesco” entre ministérios, órgãos, empresas, instituições, entidades e enorme contingente de pessoal, a fim de criar o fato e a oportunidade para desviar desavergonhadamente a renda, o tesouro e dilapidar o patrimônio público, do povo, e mais ainda, alie-se a isso gestores públicos, a maioria certamente de todos os níveis e de dentro dos 03 poderes da República, completamente despreparados e desinteressados da coisa pública.

Educação, saúde, segurança, transportes, estradas, sistema prisional, infraestrutura, saneamento, os baluartes do serviço e da gestão pública, “sucateados”, arrebentados, caóticos e sem possibilidade de funcionamento mínimo, escolas e creches sem condições de uso e deficientes em número, genero e grau,  mesmo caso de hospitais e unidades de saúde, de recuperação de menores e dependentes químicos em geral.

Existe carência de pessoal técnico e especializado, equipamentos, sedes, salários, condições de trabalho e dignidade, na realidade falta de um tudo. Falta polícia bem paga, equipada e orientada e ações de polícia, presídios e unidades prisionais modernas e decentes, falta principalmente senso e dignidade na justiça. Falta mesmo é vergonha na cara!

Realmente é o fim do mundo deputados e senadores legislando em favor próprio, em interesse pessoal e ou corporativo, aumentando verbas e benefícios às classes a que pertencem, como recentemente em SC deputados aumentaram em mais de 70% o “auxílio moradia”, de algo em torno de R$ 2 mil para mais de R$ 4.300 mil, quando todos moram na mesma cidade onde trabalham. Como isso se dá então? Isso é ROUBO, oficializado! E o povo a gritar: “é fim do mundo!” e aí com certeza tem toda a  razão!



3 comentários:

Marisa Cruz disse...

CARO RICARDO

QUANTO MAIS DISTANTE DE SUA ESSÊNCIA MAIS PREDADORA SERÁ A RAÇA HUMANA!

Marisa Cruz

Rosemeire Silvério disse...

O fim do mundo é todos os dias ,
A intolerencia , a falta de respeito , a corrupção ,a falta de vergonha, a falta de Amor , enfim se fosse enumerar.Temos que tomar atitudes pra reverter isso , pois ja que o mundo não acabou vamos faze-lo então ficar mais justo e melhor .

Rosemire

NINHA disse...

Apesar de tanta tecnologia e progressos em tantas áreas, vivemos (a grande maioria) no passado. O mesmo modo de pensar e agir e, o pior, votar. Já seria tempo de mudar, mas continuam reelegendo bandidos. A maioria dependente de bolsas-miséria não pensam por si mesmos. Dessa forma, o fim do mundo, é mesmo todos os dias...