Contador de Visitas

Seguidores

sábado, 11 de fevereiro de 2012


CAOS!!!!
Ricardo Martins
Lamentavelmente conseguiram, nestes últimos 10 anos, fazer do Brasil algo semelhante ao Afeganistão, Síria, Egito, Irã, Iraque e outros países onde desde a sua existência ocorre uma onda de violência, crimes de toda a natureza, uma verdadeira guerra civil. Lá, entretanto, são divergências religiosas e políticas, aqui no Brasil ocorre o reflexo do desgoverno, da safadeza política, da impunidade, da corrupção, da canalhice com a coisa pública, na indecência corporativa e na podridão de caráter existente nos 03 poderes da República, onde muitos enriquecem a custa do Povo. Além disso, e de forma representativa, a diferença social caracterizada por discrepâncias óbvias, enquanto muitos estrelados ganham milhões, inclusive na atividade e no serviço público, a massa ganha uma miséria, um salário mínimo ridículo! Um policial e um bombeiro, uma enfermeira e um professor ganham menos de R$ 1 mil por mês.

São governantes mal intencionados, apenas voltados para seu interesse pessoal ou de grupos políticos, que aumentam suas contas bancárias com o suado dinheiro do cidadão de bem que paga tributos, impostos e taxas por serviços que beiram a imoralidade, ao absurdo em relação a valores e o pior: a recíproca em serviços de qualidade e obrigação da gestão pública inexiste.

Na real, analisando friamente o quadro que aí permanece há uma década, observe: são greves sangrentas, escândalos financeiros e de outras vertentes, equipes de governo, ministros, adeptos, partidários e outros afastados e acusados com embasamento efetivo por roubo, desvio de verbas públicas e de divisas econômicas, traições, conchavos, acordos sujos, indignidade pessoal, parcialidade, compromissos e proteção com o crime em geral, o bandido, o infrator, o marginal, o contraventor e sempre em detrimento do cidadão, do contribuinte, que além de ser desrespeitado a todo o momento é roubado, desconsiderado, vê parentes serem mortos por nada, isso quando não perde a própria vida. E o pior, cadê a punição? Onde? No Irã, no Afeganistão, no Iraque, enfim.

Tudo estoura no peito do cidadão brasileiro, aquele que trabalha por uma “merreca”, o micro empresário, que emprega e empreende, enfim, o policial, o professor, o bombeiro e a enfermeira, sérios, abnegados e responsáveis que se dedicam por uma miséria de salário.

Temos visto o desinteresse das autoridades, gestores públicos e governantes diante das tragédias urbanas e climáticas, a aversão evidente em prevenir, sua passividade criminosa diante das necessidades do serviço público em geral, saúde, educação, segurança, onde tudo é precário e deficiente. As são leis incompletas, inócuas, frágeis, superficiais, que privilegiam e beneficiam o bandido contumaz, o menor infrator frio e dissimulado, e que não protegem o direito natural, humano, social e legal das pessoas, da população. Nada se faz, apenas rouba-se e muito!

No Brasil desta corja, o trabalhador de verdade, não aquele do palanque, do ex torneiro mecânico e seus quadrilheiros, sai de casa pela manhã e não sabe se retorna ao seio da família e a segurança de seu lar, que inclusive não tem segurança nenhuma, pois este é invadido pela marginalidade violenta e cruel diariamente.
Triste, mas real! Fizeram do nosso amado, pujante e grandioso país, uma verdadeira cena de barbárie e descaso.

Estão matando nossa gente, dilapidando nossas reservas financeiras e outros potenciais, por exemplo, diversos tipos de matéria prima, negociando nossa alma com países do exterior, permitindo o extermínio de mulheres, adolescentes e crianças, seja via da monstruosidade cotidiana ou por conta das drogas e assemelhados. Enfim, nosso querido, maravilhoso, riquíssimo Brasil, nosso rincão verde e amarelo límpido e poderoso, está mergulhado em sujeira, em podridão, está manchado de sangue de nossos irmãos, filhos, amigos, parentes e conterrâneos.

Um verdadeiro caos!

Nosso povo não merece isso, nossa pátria também não!

O nosso Brasil que é o símbolo do sorriso, da alegria, da habilidade, da irreverência e do talento, está com o coração sangrando, chora triste, dolorido, magoado, ferido!

Hora de levantar o GIGANTE! Vamos dar as mãos e trazer nosso adorado país, nossa terra abençoada de volta para os nossos braços!

Hora de banir estes bandidos do poder para sempre!

Nossas armas? O VOTO! A dedicação, a responsabilidade, a dignidade e a perseverança em busca do Brasil, esta grande nação que tanto amamos!

3 comentários:

Ivana Maria disse...

Tem toda razão. Essa é mesmo a sentimento de todos os brasileiros. Estou tão inconformada com tudo isso a ponto de desejar ter as minhas filhas longe de mim, bem longe do Brasil. Esse não é mais um país de que tenho orgulho e a insegurança é a sensação constante que me acompanha todos os dias. Também escrevi uma reflexão semelhante a sua " O CÂNCER DA VIOLÊNCIA " em http://mulhermaeprofessora.blogspot.com/

Marisa Cruz disse...

CARO RICARDO

O VOTO ESTÁ SENDO MUITO POUCO COMO INSTRUMENTO PARA DERRUBAR ESTA CAMBADA DE SAFADOS QUE TEIMAM EM DIZER QUE GOVERNAM PARA O POVO E PELO POVO.
TENHO MUITO ORGULHO DE MEU PAÍS MAS ME ENVERGONHO DEMAIS DOS HOMENS QUE ESTÃO ABOLETADOS NOS 3 PODERES DESTA REPÚBLICA!!
E VOU CONTINUAR ESCREVENDO EM CAIXA ALTA PARA DESPERTAR ÀQUELES QUE AINDA SE ENCONTRAM ADORMECIDOS NO BERÇO EXPLÊNDIDO!!!!

Marisa Cruz

Antonio Lustosa disse...

Nós estamos diante de uma situação de calamidade pública,pois aqui no brasil,temos os piores atendimento público do mundo, a maior carga tributária do mundo.Os Deputados Federais e os Senadores,tem os maiores salários do mundo.E o miserável do trabalhador que o que ganha não dar para sobreviver.Até quando vamos assistir essa desigualdade social.Também correm nas veias o DNA de portugueses ladrões que sevaram todo ouro do brasil.