Contador de Visitas

Seguidores

sábado, 16 de fevereiro de 2013



Violência, Covardia e Abandono!
Ricardo Martins
Um quadro conseqüente da IMPUNIDADE, do desinteresse e da irresponsabilidade do setor público e de grande parte da chamada sociedade organizada do Brasil.

Tenho escrito freqüentemente sobre a falta de interesse dos governantes e integrantes do serviço e da atividade pública, em geral, pelo cidadão, pelas pessoas e seus familiares. E como sempre digo isso não é de hoje, ocorre há anos, mas no ultimos 10 anos a situação chegou ao ponto da degradação.
Este país a cada dia banaliza mais e mais a dignidade humana, a vida dos brasileiros e daqueles que aqui vivem por opção, por escolha e pelo coração. São agressões a crianças, mulheres, idosos, enfim e as ocorrências, em geral acontecem dentro de casa, por filhos, netos, padastros, madrastas, ex - namorados, ex - maridos e ex- amantes.

O desrespeito as pessoas é amplo, geral e irrestrito, como o slogan da campanha das “diretas”, que um dia foi resgatou este país, por inciativa deste povo que quando quer luta por seus ideais e os defende a extremos.

O tratamento que o cidadão tem recebido do servidor público, em todos os níveis e representatividade, é o pior possível, pode-se rotular de execrável e desprezível, e op pior “todos” sem excesão são pagos pelo Povo e nada funciona a seu favor, nada lhe beneficia e nenhuma decisão lhe é direcionada.

No Brasil a extorsão é diária, a saúde, a segurança pública, o sistema prisional e a educação, é literalmente dígito ZERO ou prá menos que isso, a nivel de prioridade. O indivíduo e seu próximo estão literalmente nas mãos da criminalidade, sofrendo freqüentemente todo tipo de abuso, brutalidade e violência. A sua Vida e de sua família, além de seu patrimônio, estão a pleno risco e NINGUÉM FAZ NADA! O cidadão está literalmente abandonado!

Onde estão às autoridades, as forças políticas, os paladinos da justiça e da ordem pra lhes defender? Certamente em seus gabinetes confortáveis, sendo filmados por câmeras ocultas a contar o dinheiro da cueca, da meia, da calcinha, enfim, para depois, na maior cara de pau negar tudo.

Como aqui flagrante é para pobre, por assim fica! Apenas na época de eleições, só neste momento e diante de um rosário de promessas, o ingênuo, incrédulo e desprotegido eleitor acredita e vota neste bando de canalhas que permeiam todas as regiões e recantos deste país. Uma corja da pior espécie, em sua grande parte corruptos e vendidos.

Não tem polícia, efetivamente preparada e remunerada dignamente, nem contigente adequado nas ruas. A justiça é mediocre e comprometida com o crime.

Não tem cadeia, presídio, penitenciária, institutos de recuperação de drogados e usuasrios de drogas e alcoól, modernos, dignos e seguros.

Faltam leis justas, rigorosas e duras, que sejam aplicadas sem benefício algum para os criminosos que se multiplicam diariamente, tanto criminosos, incluindo os de colarinho branco, e benefícios.
O menor infrator contumaz, inimputável, assina cada vez mais inquéritos e assume a autoria dos crimes, com a maior tranqüilidade, pois é um “IMPUNE ETERNO!”

Juízes, advogados, que deveriam ser os defensores dignos e implacáveis da justiça, são na realidade “cúmplices” e estão via de regra, cada vez mais corrompidos e comprometidos com a atividade criminosa, com o crime organizado e com empresários e políticos sem escrúpulo algum, decidindo sempre em favor do privilégio, do poder e do dinheiro que lhes chega fácil.

E o povo, o cidadão e seus familiares, abandonados a própria sorte, nem dentro de casa estão protegidos contra a barbaridade criminosa e a crueldade dos bandidos, que transitam livres e a vontade por todas as ruas, avenidas, vielas e servidões deste país, impunes ou gozando de algum benefício legal, assinado por qualquer juiz desinteressado e irresponsável. 


A população é refém total do sistema legal e oficial do Brasil, que na real é pervertido, ilegal, indecoroso, insensato, perverso, desigual, privilegiador, enfim.

 Um país enlameado e apodrecido, literalmente manipulado por mãos sujas, viciadas, contaminadas e corrompidas, este é o Brasil real, em todos os níveis, locais, regiões e instâncias de sua constituição federativa.

Uma vergonha, mais que isso, uma violência ...Uma covardia! 

2 comentários:

Célia disse...

Estamos entregues à própria sorte!

Rosemeire Silvério disse...

EStamos mesmo vivendo dias dificeis onde a vieloencia impera e nada fazem pra mudar , pra todo lado que se olha se cercas eletrias condominios fechados , tudo por conta da falta de segurnça que deveria ser dada pelo nossos governates que parevcem não importar muito com isso nao. andam em seus carros blindados , seguança paga com nosso dinheiro , enquanto nos temos que viver sempre apreencivos se vamos voltar pra casa.É o sinal que nada vai bem , ate quando vamos ser refem de bandidos. muito boa sua materia disse tudo mais uma vez .