Contador de Visitas

Seguidores

sábado, 26 de novembro de 2011


Retratos do Brasil! O Norte e Nordeste e os Coronéis!
Ricardo Martins

Acompanhando matéria do Jornal Nacional da Rede Globo realizada no Maranhão, no decorrer destes últimos dias, exatamente em Vargem Grande, uma das principais cidades daquele estado, constatei com toda a certeza uma fotografia da situação de extrema pobreza que ainda permeia o Brasil, especialmente na região Norte e Nordeste transcendentalmente dominada por feudos comandados pelos chamados “Coronéis”, chefes de famílias tradicionais e ricas, que fizeram da atividade política seu reinado de pura e completa dominação sobre seus conterrâneos, principalmente os mais pobres, que deles tudo dependiam.

Os Coronéis, chamados de padrinhos pela maioria das crianças de suas regiões, pois eram oferecidas por seus pais por conta de possíveis favores, lhes davam esmolas, sacos de farinha, açúcar, porém nada de escola, hospitais, educação, informação cultural, nada de desenvolvimento econômico e outras necessidades básicas, apenas proporcionando subempregos como os de jagunços, matadores de aluguel, capatazes, vaqueiros, “paus mandados” e todos mal remunerados, enfim!

“Lamentavelmente hoje ainda é assim, foi o que mostrou a matéria do JN na região dominada pelos ‘Sarneys”, entre outras famílias de “coronéis, políticos e assemelhados”.

As pessoas NADA têm, nada possuem, vivem no chão batido, na lama, a água é algo raro e muito suja, moram em casas de “taipas”, o pau a pique, sem nenhuma dignidade, nem banheiros possuem, fazem suas necessidades no mato! As escolas chegam a dar nojo, a renda per capita, entre a maioria da população é de R$ 70,00. Nenhum saneamento básico. Hospitais, nem pensar! Uma lástima! Uma vergonha!

Enquanto isso os coronéis vivem da “têta pública e política”, são vereadores, prefeitos, governadores, deputados federais e senadores da República! Vivem de salários astronômicos, verbas das mais “originais” de salários que “DIVIDEM” com seus colaboradores, de tramóias, de conchavos e de acertos de comissões sobre negócios escusos além de roubar e dilapidar o erário público, na maior cara de pau!

O Maranhão não é diferente da maioria dos municípios dos estados do Norte e Nordeste brasileiro onde o povo é subjugado pelo poder das ”autoridades” que compram votos descaradamente por valores insignificantes e pequenos favores, por conta da ignorância do povo, da falta de educação e de informação, que “estes senhores de merda” fazem questão de NÃO permitir chegar a estas populações, para desta forma manter seu domínio amplo, total e irrestrito sobre seus “afilhados”. Uma situação das mais deprimentes!

Infelizmente isso que se viu por ali, no interior do Maranhão, não é diferente, guardadas algumas pequenas proporções, de outros estados brasileiros onde também não existe gestão pública interessada, os políticos e administradores municipais e estaduais, estão cada vez mais ricos e os serviços cada vez piores, na real as necessidades básicas do cidadão estão longe de qualquer coisa que poderia se chamar de algo digno, vide a saúde e a segurança pública, por exemplo, ou a educação e o saneamento básico. Péssimos! Serviços péssimos, atendentes péssimos e gestores péssimos! Todos despreparados, desinteressados, desqualificados e direcionados apenas para seus “bolsos”.

Este é o país do contrastes, do ex mecânico barbudo, nordestino de origem humilde e muito simples, que depois virou sindicalista altamente bem remunerado que, agora doente continua tirando proveito de tudo, isso além de continuar a usufruir das benesses do Estado brasileiro, que vendeu para o exterior uma coisa e no interior do País a coisa é bem diferente! Na verdade por conta de se fazer justiça, outra coisa em falta no Brasil, isso ocorre desde 1500 se agravando e muito de 10 anos para cá!

O Brasil não merece isso e seu povo também, é mais que hora de se inverter isso, hora de ir para as ruas de forma organizada e correta, da IMPRENSA séria se manifestar, enfim de toda a sociedade ainda não apodrecida sair em busca de seus direitos e de sua dignidade.

Gostaria muito de ver toda esta corja de políticos e assemelhados, maus caráter, sujos, podres e imorais, que se encontram instalados em Brasilia e espalhados por todo o Brasil na CADEIA!

3 comentários:

to-deolho disse...

CARO RICARDO

A REAL IMAGEM MOSTRADA NA TV, O CONHECIMENTO SOBRE ASMILIONÁRIAS VERBAS FEDERAIS ENVIADAS A ESTAS REGIÕES E JORNALISTAS COMO VOÊ, COMPROMISSADOS COM A N~ÇÃO E SEU POVO SERÃO OS COLABORADORES PARA O APRIMORAMENTO DO SENSO CRÍTICO DOS BRASILEIROS QUE COMEÇARÃO A DIFERENCIAR A VERDADE DOS FATOS E AS FALSAS PROMESSAS E PROPAGANDAS GOVERNAMENTAIS.
COM ISTO DEIXARÃO DE SER CB - CIDADÃO BOBÃO PARA SE TRANSFORMAR EM CA - CIDADÃO ATIVO NÃO ACEITANDO MAIS SER LUDIBRIADO E ROUBADO POR GOVERNOS SEM ÉTICA NA UTILIZAÇÃO DOS TRIBUTOS PAGOS POR TODOS!!!
PARABENS MAIS UMA VEZ E QUE POSSAMOS NOS JUNTAR, UNIR E MISTURAR INDO ÀS RUAS CLAMAR PELA DECÊNCIA NESTE PAÍS!!!!!

Marisa Cruz

Chico Marques disse...

O coronelismo é a manifestação do poder privado – dos senhores de terra – que coexiste com um regime político de extensa base representativa. Refere-se basicamente a estrutura agrária que fornece as bases de sustentação do poder privado no interior do Brasil, um país essencialmente agrícola.
As políticas públicas acabam sempre privatizadas pelas verbas distribuídas diretamente aos parlamentares, pela contratação de cabos eleitorais para assumir funções nobres em órgãos públicos ou pelos "currais comunitários" desenvolvidos pelos "coronéis modernos".
Este procedimento de utilização direta ou indireta dos recursos públicos mantém, alimenta e conserva a "relação de reciprocidade" e acaba por atender mais a sustentação das lideranças dos coronéis modernos em detrimento da implantação, organização e democratização de políticas públicas voltadas para o cidadão e para a sociedade.
São resultantes desse compromisso algumas características do sistema Coronelista que ainda perduram em nosso país: o mandonismo, o filhotismo, o nepotismo, o falseamento do voto e a desorganização dos serviços locais.
Lugar de político corrupto é na CADEIA!Enquanto isso no Brasil, os políticos têm imunidade parlamentar e o lugar destas pessoas são aonde?
A legislação brasileira em relação à punição para quem pratica atos corruptos é um acinte, um deboche completo, uma gozação. É isso mesmo, uma gozação. Isto não é de agora, se arrasta ao longo dos anos. O problema vem lá de trás, ainda dos tempos imperiais, quando as classes dominantes visando salvaguardar-se criaram dispositivos que lhes favoreciam.
Vamos à luta contra a impunidade. Cadeia para políticos corruptos, gananciosos e para todos que prevaricam perante o próximo, praticando os mais diferentes tipos de crimes.

Claudio Roberto Paixão disse...

Lamentavelmente ainda temos essa raça predominante na politica nordestina de coroneis,jagunços,paus mandados. o povo subjugado a propria sorte não tem força e nem moral para reagir e os sarneis da vida comandam as desgraça desse povo em favor de poucos que mamam e esgotam todo dinheiro público enviado ao nordeste. Eu acredito que esse tipo de politico ainda vai predominar por décadas no nordeste.