Contador de Visitas

Seguidores

sábado, 28 de maio de 2011


Uma poderosa quadrilha!
Ricardo Martins
Os episódios recentes envolvendo Antonio Palocci, atual chefe da Casa Civil do governo Dilma e o vice-prefeito de Campinas, importante cidade de São Paulo, entre outros, apenas ratificam que o Brasil vem sendo furtado, roubado, surrupiado, saqueado, freqüentemente e porque não dizer diariamente, e há muito tempo.

Fraudes, de todos os tipos possíveis e inimagináveis, desvio de verbas públicas, roubos, negociatas, conchavos e enriquecimento ilícito por todos os cantos dos 03 poderes da república, transformando o país em uma grande embarcação atacada por piratas ladrões e saqueadores da pior espécie.

E isso tem têm sido comum e cotidiano nestes últimos 08 anos, onde claramente uma poderosa, inescrupulosa e vingativa quadrilha se estabeleceu no governo federal e dentro de suas principais ramificações e escalões hierárquicos. Quadrilha essa acobertada por uma gigantesca e blindada bandeira vermelha que protege descaradamente a todos que convence a participar deste plano de saqueamento do Brasil.

É importante deixar claro que, nestas observações, não existe, como jamais existiu, ocorreu ou preponderou, conotação partidária da parte deste profissional, e sim uma constatação de fatos que são irrefutáveis e indefensáveis, se não vejamos.

Desde o primeiro dia do Governo anterior, do ex- operário de origem simples e humilde, hoje super milionário Lula, ocorreram escândalos financeiros diários, em todos os níveis da República, no Legislativo e por que não dizer no judiciário, de onde, por conveniência certamente, demanda os olhos fechados e indiferentes da justiça e por conseqüência o incentivo às imunidades e à impunidade, ocorrendo também ali em todos os níveis e instâncias.

Estes escândalos sempre, segundo divulgado publicamente por quase toda a Imprensa nacional, envolveram partidários, adeptos, dirigentes e militantes significativos do partido do ex- presidente e de seus coligados, sendo que em sua grande maioria, surgiram dentro do próprio gabinete presidencial, ou ao seu lado, na Casa Civil ou na vizinha, “Chefia de Gabinete”, além do Congresso Federal, desta feita envolvendo senadores e deputados do mesmo partido, do ex – presidente e aliados. E isso tudo contando com  parcimônia e conivência do poder que deveria agir para punir, mandar prender, condenar estes meliantes, mas o comprometimento impede qualquer ação digna ou efetiva.

Isso não é calunia ou acusação fortuita e gratuita, é o sentimento geral da população diante da evidencia publica.

Os acontecimentos e situações estão ai, claramente colocadas diante dos olhos de todos, não sendo necessário, imagino, listar ou enumerar todos os escândalos acontecidos e ainda não resolvidos ou julgados, com grande concentração nestes últimos quase 09 anos, e não haveria espaço suficiente para tal.

O pior de tudo isso é que a ação impune e o mau exemplo desta quadrilha poderosa acabam influenciando grande parte dos integrantes do empresariado nacional, que já é mal intencionado, pois visa apenas o lucro, não importa como, além de grandes conglomerados financeiros que prosperaram, via de regra, por conta deste envolvimento e relacionamento criminoso, formando assim um verdadeiro e quase imbatível exército do crime e do “mau caratismo”.

Outro fato grave, conseqüência de tudo isso, é a inércia do governo federal, do Congresso e  principalmente da justiça, esta debilitada, compromissada com este processo e depreciada pela opinião do cidadão de bem, todos abarrotados de investigações, inquéritos longos e desinteressados portanto demorados, e de processos que apenas acumulam papéis e não levam a lugar nenhum, deixam de exercer seus papéis constitucionais em beneficio da população e dos seus direitos.

Como resolver isso, perguntam muitos? A meu ver, a partir da freqüente e constante denuncia pública e pressão da parte boa da sociedade brasileira, incluindo dentre estes a Imprensa e os formadores, decentes e independentes, de opinião.

Concluindo, entendo que passou da hora de continuar aceitando este estado coisas, onde poucos se beneficiam e enriquecem, através de crimes e da corrupção constante, e a grande massa, que paga a conta, continua refém de tudo isso e de muito mais.

Chega! Não é possível mais permitir que bandidos de colarinho branco, protegidos pelo poder, saqueiem este país, despidos de vergonha ou pudor, protegidos pela IMPUNIDADE e o mau caráter de quem deveria impedir esta agressão ao patrimônio nacional. 

4 comentários:

to-deolho disse...

Lembrando Cenas da Bíblia, Jesus foi assediado pelo Anjo das Trevas que lhe oferecia Ouro, Palácios e Boa Vida em troca da desistência pelo Amor, Caridade e Cristandade.
O PT - Partido das Trevas com seu Líder maior agem com a mesma desenvoltura daquele que tentou Cristo, oferecendo o Paraíso Material em troca de sua perpetuação no Poder Nacional.
Boa parte do povo brasileiro (56%) desinformado e indivuidualista se embebedou com as imagens ilusórias que não correspondiam com a verdade dos Fatos(Saúde na UTI, Educação no Limbo, Segurança Inexistente entre outras) e permitiu que a Trupe de Falsários continuasse no poder nas eleições de 2010.
Nós Brasileiros, Militantes da Decência Política esperamos que a Máscara da Mentira, caindo dia após dia como Tsunamis, possa tirar êste povo da Letargia e que Reajam para o Bem da Nação.

Marisa Cruz

Marco Bandeira disse...

O teor do texto é claro, e reflete uma situação muito preocupante, agravada pela tibieza do Judiciário e pela inação das instituições nacionais.
Não concordo com a afirmação de que o empresariado seja mal intencionado por apenas visar o lucro. Este deve ser o objetivo lícito das empresas. Se não pelo lucro, não há sentido em mobilizar um empreendimento. Cabe ao Estado estabelecer, através dos poderes constituídos, os limites, os incentivos, as normas, as regulamentações e as condições para que as atividades empresariais se desenvolvam alinhadas com o interesse nacional produzindo competência, tecnologia e inovação, em clima de competição sadia. E gerando os impostos para que o Estado os use de forma a promover 0 bem-estar progressivo e sustentado de todos os cidadãos. Óbviamente que punindo os desvios de conduta que ocorrerem. O terrível, em nosso caso, é que os poderes constiutídos não representam a sociedade nem a dfendem. Criam dificuldades, cipoais de normas e regulamentações que inibem o empreendedorsmo, e a competição sadia com a a ação corrosiva da corrupção e da impunidade. Esta prática nefasta aumenta custos e premia os incompetentes.
Vai levar tempo para mudar, pois aí é que os políticos se nutrem. Fazem caixa para as campanhas e para suas contas bancárias, e isto será retribuído aos "amigos" com favores escusos de todos os tipos.

Anônimo disse...

Um retrato da realidade do nosso país , onde a corrupção tem raízes profundas e difíceis de serem extirpadas. Enquanto a sociedade civil não pensar no todo , só no próprio umbigo , não sairemos dessa situação.
A cordialidade é fermento para a impunidade e para a proliferação do descaso com as coisas públicas. Um povo silencioso e omisso só faz alimentar o poder e a liberdade para que governantes atuem em seu próprio interesse.
Só a conscientização da massa popular pode mudar tudo. É preciso mobilização e líderes capazes .
Parabéns pela lucidez de sua análise.
@sulains

nadiavida disse...

Ao ler seu texto fiquei imaginando se encontraremos solução pra tudo isto que sempre aconteceu, mas que agora, está escancarada: a corrupção. Nos roubam o tempo todo, em todas as esferas, em todos os poderes.. Estamos órfãos.

Perderam o medo e a vergonha, isto tudo pela certeza da impunidade..

Bom, cada um fazendo sua parte.Quem sabe conseguiremos ser ouvidos um dia.