Contador de Visitas

Seguidores

sexta-feira, 4 de setembro de 2015



É INDECENTE! É IMORAL! E ENGORDA!

Ricardo Martins


Parodiando o excelente e eterno Roberto Carlos, na real o que está acontecendo no BRASIL desde os tempos, mas de forma frequente e contumaz nos últimos 12/13 anos é isso mesmo. Indecente, imoral, despudorado, incapaz, incompetente, desinteressado e por aí vai o Governo de Dilma e Lula, do PT e de quase todos os governadores dos 27 estados brasileiros e DF. Ah perdão, não seria justo não estender este lastimável quadro de apodrecimento e falta de caráter ao Legislativo e ao Judiciário, sem esquecer que isso ocorre em todo o país, nos quase 6.000 municípios.

São golpes, escândalos, desvios de dinheiro público, maracutáias, conchavos políticos, armação leviana, arquitetados por políticos, agentes públicos e serventuários da justiça, em todos os níveis, mais seus aliados e seus cúmplices, assessores, colaboradores e os interessados nas “causas” podres. Isso além da impunidade, da incompetência, da falta de criatividade e capacidade das equipes de trabalho, ministérios, secretarias e afins, portanto é sim, indecente, imoral e engorda (principalmente a conta bancária destes canalhas, aqui e no exterior).  

Entendo que dá mesma forma que a roubalheira impune, as leis mal aplicadas, códigos civil e penal desatualizados, excesso de privilégios e benefício ao bandido, ao menor infrator, ao político e ou graduados em geral, na área da gestão pública (tipo Foro Privilegiado), salta aos olhos a má atuação dos governos como gestores, também incomodam e irritam aos contribuintes e cidadãos responsáveis.

Não se vê nenhuma ação positiva formal que seja objeto de um planejamento adequado, de um plano organizado e equilibrado de gestão, apenas se criam impostos e tributos, ou se promove e realiza algo pouco representativo, fazendo apenas por fazer, nada eficiente nem consistente de forma efetiva na educação, saúde, segurança, sistema prisional, mobilidade urbana, turismo, estradas, transportes, portos, aeroportos, vias alternativas, empregos, desenvolvimento do comércio, indústria e serviços, qualidade nas importações desde a origem e nas exportações, ninguém se preocupa a vero, com o mercado interno, e aí destaco o empresário que apenas quer tirar proveito da situação e mamar literalmente na teta.



Observe ninguém se entende, é diz que diz, vai e vem, fazem... desfazem, avançam...recuam, enfim andam na contramão quando deveriam caminhar juntos, unidos e ajustados.

Em uma empresa e ou empreendimento bem sucedido, seguro e rentável, a organização, planejamento, ações positivas, monitoramento, acompanhamento, eficiência, equipes bem preparadas e competentes, além de outras unidades de medida e capacitação, são indispensáveis ao seu sucesso, e os governos no Brasil estão TODOS longe disto.

Por isso este momento caótico e longo, junta-se a isso a imoralidade, a impunidade, a ineficiência e incapacidade de gestão e dá nisso que aí está: pessoas sofrendo, desprotegidas, sem oportunidades reais, reféns de um dia a dia onde o banal, o cruel, o bárbaro e o assassino dita as regras.


Culpados? TODOS os governos dos últimos anos, políticos, parlamentares e serventuários da justiça, além dos empresários de estatura cretina e aproveitadora existentes aos milhares no Brasil.


Isso é real, pior que isso, ‘’é indecente, imoral e engorda!


4 comentários:

Reminiscências e aquiescências disse...

Numa cultura de mendacidade medonha, é que podemos esperar.

elizete souza disse...

Falta carater,falta idoniedade,falta pulso firme pra administrar a naçao.O poder corrompe Estamos nas mãos de uma quadrilha ,um bando de terroristas.

The Horse disse...

Uma quadrilha tomou conta do nosso País e não sabemos onde é quem vai conseguir parar isso! Uma pena.

Monica Torres disse...

Parabéns, Ricardo. Seu texto é recheado de razão. Todos nós brasileiros temos vivido no limite. Muito se fala e as soluções são muito incertas e longe do alcance de nossa ânsia. Governo, congresso, órgãos de justiça, entidades públicas e empresariado, parecem estar completamente contra o povo. Compreendo e compartilho de seu sentimento de frustração, tão bem expressado aqui. Abçs!