Contador de Visitas

Seguidores

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Falta atitude!
Ricardo Martins

Sabe? Não vejo jeito! Sem querer ser pessimista e sim realista, realmente não vejo jeito para o Brasil, pois a meu ver qualquer mudança de roteiro passa pela intervenção popular e por isso podem esperar sentados, o Povo brasileiro é acomodado demais, comprometido demais com o sistema, a grande maioria está dentro do pacote de interesses levando vantagem em tudo que puder, enfim, nada vai acontecer, afirmo e reafirmo, partindo deste prisma de depender da iniciativa da sociedade brasileira partir para cobrar seus direitos constitucionais.

Não vejo iniciativas reais, atitudes positivas na direção de  “botar o bloco na rua” e exigir reformas imediatas, mais rigor na Lei, cadeia para todos os criminosos do colarinho branco, para os políticos e servidores públicos corruptos e corruptores, além de ineficientes e desinteressados.

Com a criação das chamadas Redes Sociais ainda se vê uma boa parte de pessoas e profissionais conscientes e independentes cobrando posições, justificando alterações e propondo alternativas rigorosas para a devida reenquadração do país como uma Nação justa e tranqüila para todos, porém, também neste caso, certamente seriam poucos aqueles que efetivamente iriam comprar a briga, mas já é algo positivo, os seus registros e a cobrança com veemência e ênfase.

Outros setores deveriam realmente se indignar e principalmente se libertar de acordos financeiros partindo efetivamente para a grande briga, para a grande proposta de rever e readequar o Brasil, dignamente e de forma limpa e eficiente, a chamada GRANDE IMPRENSA, onde pouquíssimo se faz com o real interesse do cidadão de bem, apenas jogam no ventilador e discutem por cima. Via de regra é assim, poucos são os profissionais e emissoras de TV, Jornais, BLOGs, Portais, emissoras de Rádio, enfim que se propõe a discutir realmente e profundamente o caos brasileiro, o estado deprimente do serviço público em todos os municípios do país,  a falta de gestão interessada e eficiente junto a atividade pública, onde predominam as gestões políticas e não técnicas, devidamente comprometidas com o coletivo, com as comunidades e com o cidadão em geral.

A ordem de valores está completamente invertida no Brasil, agora recentemente acrescentaram itens ao Código Penal que beneficia ainda mais o bandido, o infrator. Ao invés de construir Unidades Prisionais modernas, seguras e humanizadas, preferem optar por botar nas ruas mais delinqüentes de todo o tipo de periculosidade e nível de brutalidade.

Nada funciona minimamente no Brasil, quando se trata do setor público, funciona para “eles” que se auto beneficiam, com reajustes de salários, ajudas de custo, roubam indiscriminadamente o erário público, sem nenhum pudor ou vigilância, tem nos poderes que deveriam proteger o cidadão, cúmplices sem caráter e sem nenhum pingo de vergonha na cara, que também se utilizam de meios ilícitos para se auto beneficiar e engordar as contas bancárias, estas também ilícitas e fantasmas. 

E assim segue a República Oficial das Contravenções e do Ilícito”, impregnada por fraudes, roubos, vendas de sentenças, acordos sujos e negociatas fedorentas, de pessoas e profissionais desprovidos do mínimo de dignidade, e o Povo assistindo e pagando o preço, sem reclamar, ir as ruas organizadamente, a fim de cobrar de forma rigorosa mudanças drásticas neste país, que tudo possui para se transformar em uma Nação justa, tranqüila e viável para todos. Basta querer! 

O que falta? Atitude!

3 comentários:

Marco Sobreira disse...

Sempre coberto de razão amigo, somos poucos os que ainda se aventuram a denunciar o caos que aí está,tá tudo dominado, infelizmente.

to-deolho disse...

CARO AMIGO RICARDO

BRASIL SE TORNOU FEUDO DE UM PARTIDO EXATAMENTE COMO ERA NA ANTIGA ROMA DE CESAR. POVO PAGAVA OS IMPOSTOS SEM REAGIR. HOJE, ALEM DOS IMPOSTOS PAGAMOS POR TODAS AS OBSCURAS NEGOCIATAS, O APARELHAMENTO DA MÁQUINA PÚBLICA E A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA INDECÊNCIA
SOMOS O ROBIN HOOD DA ANTIGUIDADE UTILIZANDO NOSSO TEMPO PRECIOSO PARA TRAZER, NA ERA CIBERNÉTICA, A VERDADE DOS FATOS.
COMO DIZ O DITADO: ÁGUA MOLE EM PEDRA DURA, TANTO BATE ATÉ QUE FURA!!!!!

Marisa Cruz

A Mente da Mulher disse...

É isso mesmo, Ricardo. Falta atitude. Aconteceu aqui dentro de casa. Tomei um remédio genérico para hipertensão que, aparentemente, era farinha, já que tive uma enorme crise de hipertensão. Eu quis denunciar para a anvisa ou até reclamar no próprio laboratório (ranbaxy). Afinal, o governo não garante os genéricos? Meu marido pulou e disse que, antes, eu deveria fazer mais testes (colocando a minha saúde em risco) antes de acusar o genérico!!!!! Ora, eles que façam os testes! A minha pressão baixou quando voltei a tomar o similar (não garantido) da Merck.